Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e Volume 2 Capítulo 3 Parte (1/6)

Traduzido por Kote. [PDF]


Parte 1

A turma estava temporariamente excitada, mas voltou rapidamente para a realidade. Como ontem, eles estavam tentando obter informações sobre testemunhas.

Por outro lado, eu estava de pé na parte de trás de uma sala como um fantasma, sentindo admiração pelo grupo de Ike e por Kushida por poderem conversar casualmente.

Era tão claro quanto o dia que eu, que nem sequer posso falar de forma coerente, não era apto para procurar testemunhas. Como eles podem falar tão facilmente com estranhos? Eles são monstros.

Durante a investigação, eles reuniram não apenas nomes, mas também pediram seus contatos. A presença de Kushida provavelmente os levou a dizer seus contatos imediatamente após serem perguntados. Isso também é um grande talento…

Embora Kushida e seu grupo tenham caminhado para as salas de aula do segundo ano e perguntado a todos os senpais, não houve nenhuma pista.

À medida que o tempo passava, o número de alunos que saíam depois da escola estava diminuindo rapidamente. Quando parou de passar alunos, decidimos encerrar por hoje.

“Nós também não encontramos nada hoje…”

Para rever a nossa estratégia, todos voltaram para o meu quarto.

Logo depois, Sudou entrou e se juntou à discussão.

“O que aconteceu hoje? Algum progresso foi feito?”

“Infelizmente, nenhum progresso foi feito. Sudou, realmente tinha uma testemunha?”

Eu entendo os sentimentos de dúvida de Ike. Praticamente toda a escola relatou a mesma informação, não havia nenhuma indicação de que uma testemunha realmente existia.

“Hah? Nunca disse que realmente havia uma testemunha. Eu só disse que achava que havia uma testemunha.”

“Então… então é isso?”

“Certamente, Sudou-kun não disse ‘Eu vi’. Ele disse que achava que alguém estava lá.”

“Não poderia isso ser só uma alucinação? Você deve estar usando algumas drogas bem fortes.”

Não, isso foi um pouco longe demais… Sudou colocou Ike na altura de sua cabeça.

“Ei—! Eu entendi, eu entendi!”

Enquanto os dois se encaravam, Kushida e Yamauchi ainda estavam intrigados com a situação.

Depois que a discussão continuou por dez minutos, Kushida falou, tendo uma nova ideia.

“Eu acho que talvez seja melhor mudar a direção de nossos esforços. Por exemplo, procurar uma testemunha que possa ter testemunhado o incidente.”

“Procurar uma testemunha que possa ter testemunhado o incidente? Esse tipo de coisa não é inútil?”

“Você vai procurar pelas pessoas que entraram no prédio naquele dia?”

“Sim. O que você acha?”

A ideia não é ruim. Pode haver algumas pessoas que entraram no edifício naquele dia, mas a entrada é bastante fácil de detectar. Em outras palavras, se alguém diz que viu uma pessoa que entrou no prédio especial, estaríamos chegando mais perto de encontrar a testemunha.

“Parece uma boa ideia. Vamos fazer isso imediatamente.”

Quando percebi, Sudou estava usando suas energias em um jogo para celular em que ele ficou viciado recentemente. Parecia que era chamado de “Geração dos Milagres*”, mas eu realmente não sabia o que estava acontecendo. Depois de vencer a partida, ele fez uma pose triunfante.

(NT: alô, Kuroko no Basket.)

Embora Sudou realmente não pudesse fazer nada na situação atual, Ike e Yamauchi pareciam descontentes. No entanto, já que eles tinham medo do contra-ataque de Sudou, decidiram não apontar sua própria insatisfação. Ambos ficaram em silêncio, fingindo não ter visto nada.

Já é quase sexta-feira. Será difícil obter algo útil no fim de semana.

Em outras palavras, o tempo real que temos para encontrar uma testemunha é muito curto.

A campainha tocou e um visitante apareceu na minha porta.

O pequeno grupo de pessoas que regularmente visitam meu quarto já estava todo reunido, então provavelmente era essa pessoa.

“Algum progresso foi feito?”

Horikita perguntou com uma atitude condescendente, embora provavelmente conhecesse a resposta para sua própria pergunta.

“Não, ainda não.”

“Só estou dizendo isso porque é você, mas eu tenho uma coisa—”

Enquanto ela estava falando, ela percebeu que havia muitos sapatos alinhados na entrada.

Ela se virou e segurou seu pânico.

Kushida apareceu, provavelmente preocupada que Horikita desse meia volta.

“Oh, Horikita-san!”

Kushida acenou para Horikita com um sorriso. Olhando para sua atitude alegre, Horikita, naturalmente, soltou um suspiro.

“Você não pode correr agora, sabe?”

“Parece que sim…”

Horikita entrou no quarto com relutância.

“O-oh, Horikita!”

Claro, Sudou era o mais feliz em vê-la. Ele colocou o jogo em pausa e olhou para cima.

“Você decidiu ajudar? Fico feliz que você tenha decidido participar.”

“Eu não pretendo ajudar. Afinal, você ainda não encontrou a testemunha, certo?”

Kushida assentiu com a cabeça, abatida.

“Se você não veio ajudar, por que você veio?”

“Eu queria saber qual o tipo de plano que vocês tiveram.”

“Estou feliz, mesmo que você apenas esteja ouvindo o plano. Eu também queria conselhos.”

Então Kushida contou a ela sobre o plano que ela teve há pouco tempo atrás. A expressão de Horikita estava rígida ao longo de toda a explicação.

“Não é um plano ruim. Pode até produzir resultados com tempo suficiente.”

Tempo é definitivamente o problema aqui. É duvidoso que possamos conseguir algo nos poucos dias que ainda temos.

“Agora que eu verifiquei a situação, eu vou sair.”

No final, Horikita decidiu sair sem sequer sentar.

“Você pensou em algo?”

Quando ela estava de pé na porta mais cedo, ela claramente tinha algo a dizer.

Ela não é amigável ao ponto de ter vindo ao meu quarto sem motivo.

“… vou dar um conselho para ajudar seus fracos esforços. Afinal, é difícil ver o que está bem na sua frente. Se realmente há alguém que testemunhou o incidente, então essa pessoa provavelmente está perto.”

A informação que Horikita nos deu foi muito mais significativa do que eu pensava que seria.

Ela está falando como se já tivesse encontrado a testemunha de que não tínhamos certeza de sequer existia em primeiro lugar.

“O que você quer dizer com isso, Horikita? Você está dizendo que encontrou a testemunha?”

A surpresa e a dúvida vieram antes da alegria para Sudou. É compreensível.

Todos, inclusive eu, ficaram descrentes até que ela respondeu.

“Sakura-san.”

Um nome inesperado veio de Horikita.

“Sakura-san, da nossa classe…?”

Yamauchi e Sudou trocaram olhares. Eles pareciam confusos quanto a quem era Sakura. No entanto, isso provavelmente era esperado. Eu também tive que pensar um pouco sobre isso.

“A testemunha é aquela garota.”

“Por que você diz isso?”

“Quando Kushida-san estava perguntando por testemunhas para a classe, ela olhou para baixo. Muitos estudantes estavam olhando Kushida-san, mas ela foi a única que parecia desinteressada. Ela não teria agido dessa forma se ela realmente não estivesse relacionada com o incidente.”

Eu não notei nada. Os poderes de observação de Horikita são realmente impressionantes.

“Já que você é uma das pessoas que estavam olhando para Kushida-san, é natural não ter percebido.”

Que tom sarcástico.

“Então você está dizendo que essa Sakura, Kokura-alguma-coisa, provavelmente é a testemunha?”

Sudou disse algo razoável, ao contrário do papel de um boke*.

(NT: Bokeh (do japonês boke ぼけ, “blur”) é um termo usado na fotografia referente às áreas fora de foco e distorcidas, produzidas por lentes fotográficas. Resumindo, não entendi o que ele quis dizer…)

“Não, Sakura-san definitivamente é a testemunha. Suas ações deixaram isso óbvio. Embora ela não admita, ela é quem você está procurando.”

Horikita estava agindo como seu eu habitual.

Todos nós ficamos comovidos pelo fato de Horikita estar fazendo isso pela classe.

“Você realmente fez isso por minha causa…!”

Sudou parecia especialmente emocionado.

“Não. Eu simplesmente não queria perder tempo dessa vez e parecer alguém digno de pena aos olhos das outras classes. Isso é tudo.”

“Hm, então em suma, você está dizendo que você nos ajudou, certo?”

“Você pode interpretar como quiser, apenas estou dizendo que você está errado.”

“Não minta~. Você é apenas uma tsundere, Horikita~”

Ike colocou a mão nos ombros de Horikita em forma de brincadeira, mas ela o agarrou e o jogou no chão.

“Ouch!”

“Não me toque. Não será melhor da próxima vez, porque vou desprezá-lo até a nossa graduação.”

“E-eu não vou tocar… mesmo que eu tente tocar… ow, ow!”

Ela o prendeu com uma chave de braço. Era lamentável, mas ele mereceu.

De qualquer forma, esses não eram os movimentos de uma garota normal. Já que seu irmão mais velho faz karatê e aikido, ela também faz artes marciais?

“Meu braço está…!”

“Ike-kun.”

Horikita conversou com Ike, que estava no chão sentindo dor. Isso não é um exagero?

“Devo lembrá-lo? ‘Vou desprezá-lo até a nossa graduação’”

“Uu! Tão cruel!”

Ike foi derrotado por essas últimas palavras.

Mas Sakura, huh… de todas as pessoas, era uma estudante da classe D.

É difícil dizer se isso é uma coisa boa ou não.

“Isso não é incrível, Sudou? Já que é uma estudante da classe D, definitivamente vamos ter um testemunho!”

“Sim. Estou feliz por haver uma testemunha, mas quem é essa Sakura? Você conhece?”

Yamauchi respondeu surpreso.

“Você está falando serio? Ela senta logo atrás de você.”

“Não, isso está errado. Ela está diagonalmente na sua frente para a esquerda, certo?”

“Ambos estão errados… ela está diagonalmente na frente de Sudou-kun à direita.”

Kushida corrigiu-os com uma cara feia.

“Diagonalmente na frente à direita… eu não lembro. Embora eu saiba que tem alguém ali.”

Isso é obviamente um fato. Se o assento diagonalmente na frente à direita estivesse vazio, isso seria estranho.

Essa garota, Sakura, certamente não se destaca. É um grande problema não sabermos quem ela é.

“Provavelmente eu a conheço, mas não sei exatamente onde ouvi seu nome.”

Não consigo colocar meu dedo nisso.

“Conte-nos como ela se parece.”

“Bem, isso ajudaria se eu dissesse que ela tem os maiores peitos da classe? Excessivamente grandes, sabe?”

Ike, que parecia animado de novo, nos contou suas características físicas, mas não sei quem ela é apenas com essa explicação.

“Oh, aquela garota normal de óculos, huh?”

Como você entendeu apenas com isso…? Eu recuei um pouco.

“É ruim se lembrar das pessoas assim, Ike-kun. Isso é patético.”

“N-não, isso é diferente, Kushida-chan. Não estou tentando ser ofensivo. Você sabe como devemos nos lembrar de uma pessoa alta? É pela sua altura! A única diferença é que eu estou me lembrando de outras pessoas por uma característica diferente…!”

Ike tentou suavizar a situação quando Kushida rapidamente perdeu a fé nele. Já era muito tarde para Ike.

“Droga! É diferente, é diferente! Eu não gosto de uma garota tão normal como ela! Não me entenda mal!”

Não, eu não acho que haja algum mal-entendido aqui.

Todo mundo mudou o tópico para Sakura enquanto Ike gritava.

“Então o próximo passo é descobrir o quanto Sakura-san sabe. Alguém a conhece?”

“Hmm, não tenho certeza. Teremos que perguntar diretamente a ela.”

“Não podemos ir ao seu quarto agora? Não temos muito tempo.”

A proposta de Yamauchi parece segura, mas também depende da personalidade e do caráter dela.

Sakura é uma garota estranhamente tímida. Se pessoas que ela não conhece muito bem de repente aparecerem na porta de seu quarto, é fácil imaginar que ela ficaria confusa.

“Então devemos ligar pra ela?”

Falando nisso, esqueci que Kushida tem todos os contatos da classe.

Kushida estava no celular por 20 segundos, mas ela sacudiu a cabeça e o afastou.

“Não, não se conectou. Vou tentar novamente mais tarde, mas é um problema difícil.”

“O que você quer dizer?”

“Ela me deu seu contato, mas acho que ela ficará irritada se eu tentar entrar em contato com ela, especialmente porque ela não me conhece muito bem. Além disso, não acho que ela realmente esteja lá para atender o celular.”

Ela também pode estar fingindo ter ido embora.

“Então, ela é como Horikita?”

Por que você pensaria em perguntar isso na frente da própria pessoa, Ike?

Ela provavelmente não se importaria. Em vez disso, ela não parecia estar interessada no que Ike dizia.

“Adeus.”

“Ah, Horikita-san!”

Parecendo ter sido pega de guarda baixa, Horikita rapidamente se levantou e caminhou em direção à porta.

Quando eu me levantei e a persegui, ouvi o som da porta se fechamento.

“Tsundere.”

Sudou parecia feliz enquanto ria, coçando o nariz com o dedo indicador.

Ela não é tsun, e muito menos dere. Eu acho que ela é uma causa perdida… nem tsun, nem dere.

Como não conseguimos fazer nada sobre a ausência de Horikita, a conversa continuou sem ela.

“De qualquer forma, ela é muito normal. É um desperdício completo do que ela tem.”

Enquanto conversava, Yamauchi fez um gesto que fazia referencia a peitos.

“Sim, sim. Seus peitos são incrivelmente grandes. Isso já é lindo por si só!”

Ike já parece ter esquecido o arrependimento que sentiu há alguns segundos e começou a ficar excitado.

“Eu acho que Sakura-san é apenas uma pessoa tímida. Essa é a impressão que eu tenho dela.”

É estranho falar sobre a personalidade de uma pessoa sem nunca ter falado com ela antes.

Ah, mas Kushida tinha um sorriso tenso. Percebendo a expressão dela, Ike se arrependeu de suas palavras mais uma vez.

Este é um exemplo perfeito de um ser vivo que continua repetindo seus erros.

O problema é que, embora eu fique quieto, sinto que estou sendo tratado da mesma maneira que Ike e Yamauchi. A expressão de Kushida parecia dizer, “Você também está obcecado com peitos, certo? Seu pervertido.”. É claro, este é o meu próprio complexo de perseguição.

“Hm, sobre o rosto de Sakura… não, eu não me lembro de nada.”

Mal posso combinar o nome com o rosto. Lembro-me de ver o rosto dela quando fazíamos as apostas. No entanto, eu também me lembro de seus peitos. De alguma forma, parece que eu sou exatamente o mesmo que os outros…

Sakura dá a impressão de que sempre está sozinha e de cabeça baixa.

“O que me lembra, eu não sei se ela realmente fala com alguém. E você, Yamauchi? Espere, espere um segundo… Yamauchi, você disse que você se confessou pra ela antes, certo? Você conseguiu falar com ela?”

Ah, é verdade, Yamauchi disse que se confessou pra ela.

“Ah, ah. Bem, não me lembro de ter feito uma coisa dessas.”

Yamauchi fingiu ter esquecido.

“Foi uma mentira…”

“Bah. Não, eu não estava mentindo. Foi um mal-entendido. Não foi Sakura, era uma garota da classe vizinha. Uma garota que não é tão feia e sombria como Sakura. Oh, desculpe, me dê um segundo.”

Yamauchi esquivou a pergunta e sacou o celular.

Sakura pode ser normal, mas ela não é feia. Nunca olhei seu rosto diretamente, mas ela tem características faciais bastante agradáveis.

Mas mesmo assim, não posso dizer com confiança porque ela tem tão pouca presença.

“Em primeiro lugar, vou tentar falar com ela por mim mesma amanhã. Ela pode ser cautelosa se houver muitas pessoas.”

“Isso soa bem.”

Se Kushida não conseguir passar por ela, provavelmente ninguém pode.

[Anterior] ᄽὁȍ ̪ őὀᄿ [Próximo]

Anúncios

4 comentários sobre “Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e Volume 2 Capítulo 3 Parte (1/6)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s