Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e Volume 2 Capítulo 2 Parte (2/3)

Traduzido por Kote. [PDF]


Parte 2

A turma se dividiu em grupos depois das aulas.

Mas em primeiro lugar, não havia muitas pessoas ajudando.

Hirata e Karuizawa lideraram a equipe Herói & Garota, enquanto Kushida liderava a equipe Garota Bonita & Companhia.

Eles decidiram procurar pela testemunha.

Mesmo assim, é difícil obter resultados em tão pouco tempo.

Existem 400 alunos matriculados na escola. Mesmo que todos da classe D fossem excluídos, não fazia muita diferença.

Seria difícil, mesmo que todo o tempo durante a manhã, intervalo e o tempo depois das aulas fossem incluídos.

“Bem, eu vou pra casa.”

“Você realmente está indo embora, Horikita-san?”

“Sim.”

Horikita respondeu sem hesitação e saiu da sala de aula.

Como esperado de Horikita. Ela não estava se sentindo pressionada pelos olhares dos outros na sala, que pareciam dizer: “Você está indo embora?”. Quando ela virar uma adulta, provavelmente será do tipo que deixaria rapidamente uma festa onde os outros estivessem bebendo─prometendo terminar as coisas na próxima reunião─sem ler o humor.

“Bem…”

Se a tática de Horikita é sair desse jeito, a minha tática é sair silenciosamente pelas sombras.

“Ayanokouji-kun.”

Kushida me chamou com uma voz ansiosa. O tamanho pequeno da sala de aula impediu a minha fuga, fui descoberto imediatamente apesar dos meus passos furtivos.

“O que é? Você precisa de alguma coisa de mim?”

Desculpe Kushida. Eu vou rejeitar seu convite com um coração de aço. E então vou voltar para os dormitórios.

“Você… também vai ajudar, certo?”

“É claro.”

Eu não podia recusá-la. Os olhos virados para cima de Kushida e seu pedido de forma bonita eram uma combinação letal.

Não tinha nada que eu pudesse fazer; senti que estava sendo controlado por Kushida. Eu não consegui resistir.

Se uma pessoa resolvesse ficar acordada, eles pegariam no sono entre 24 a 48 horas. Apesar de algumas pessoas que ocasionalmente afirmam que podem ficar acordadas por um longo tempo sem dormir, acabariam desmaiando.

Simplificando, uma pessoa tem um limite quanto ao tempo que ela pode suportar. É um mecanismo humano.

Depois que eu terminei de dar uma desculpa, Kushida deu uma sugestão.

“Eu realmente quero ter a ajuda de Horikita-san desta vez. Você pode, por favor, perguntar pra ela novamente?”

“Mas ela já foi pra casa.”

Eles não conseguiram detê-la à apenas alguns minutos atrás. Já era o tempo da revanche?

“Sim. Você pode segui-la? Se for Horikita-san, eu acho que ela definitivamente se tornará uma grande ajuda.”

“Bem, isso é verdade.”

“Se tomarmos nosso tempo para persuadi-la, não teremos uma chance?”

Se ela quiser tentar novamente, não tenho o direito de detê-la. Assenti com a cabeça, dizendo-lhe que entendi.

“Ike-kun, Yamauchi-kun, vocês podem ficar aqui? Eu voltarei rapidamente.”

“Está bem.”

Os dois não estão no melhor dos termos com Horikita. De qualquer maneira, não parece que Kushida os traria para virem junto.

“Vamos.”

Tomando o braço de Kushida, deixei a sala de aula. Eu me pergunto o que é esse sentimento agridoce. Por algum motivo, ouvi as vozes irritadas de Ike e Yamauchi atrás de mim. Deve ter sido apenas minha imaginação. Heh.

Quando cheguei à entrada do prédio, não havia nenhum sinal de Horikita. Eu decidi sair do prédio. Como ela não é do tipo que para por besteira no caminho de volta, ela provavelmente estava indo direto para os dormitórios.

Eu empurrei a multidão de estudantes. Logo depois, vi Horikita entre a escola e os dormitórios (já que não há muita distância entre eles).

A maioria dos estudantes voltavam para os dormitórios em grupo de duas pessoas ou mais, mas havia uma única figura que se destacava.

“Horikita-san.”

Eu hesitei antes de falar com ela, mas Kushida gritou seu nome com confiança.

“… o que foi?”

Horikita se virou, parecendo um pouco surpresa. Parecia que ela não esperava que continuássemos atrás dela.

“Eu realmente quero que Horikita-san ajude com o incidente de Sudou-kun… isso não é possível?”

“Eu pensei que já tinha rejeitado isso há alguns minutos atrás.”

Ela encolheu os ombros, como se a pessoa com quem estava conversando fosse uma idiota.

“Eu sei, mas… mas acho que precisamos fazer isso para chegar à classe A.”

“Precisamos fazer isso para chegar à classe A, huh?”

Parecendo que não estava nem um pouco convencida, Horikita não ouviu as palavras de Kushida.

“Se você quer ajudar Sudou-kun, vá em frente. Eu não tenho o direito de detê-la. No entanto, se você precisa de alguém para ajudar, peça a outra pessoa. Estou ocupada.”

“Ninguém está brincando sobre isso.”

Eu respondi involuntariamente. Ela olhou para mim, com os olhos que diziam, “Por que você está falando?”.

“É importante ter meu tempo sozinha. É incômodo ter esse tempo arrebatado.”

Como esperado da linha de pensamento de um solitário, ela não gostava de gastar tempo com outras pessoas.

“Mesmo que eu o ajude agora, isso vai acontecer novamente. Não será apenas um ciclo vicioso? Você pode acreditar que Sudou-kun é a vítima desta vez, mas eu penso diferente.”

“Huh?… Sudou-kun não é a vítima? Embora seria preocupante se ele estivesse mentindo.”

Kushida não entendeu o que Horikita disse.

“Talvez a classe C realmente tenha começado a luta desta vez, mas no final, Sudou-kun também é o culpado.”

“Es-espere, por que? Ele não foi arrastado para a luta?”

Com uma expressão que dizia, “Meu deus…”, Horikita olhou em minha direção.

Eu não, eu não disse nada. Evitei olhar nos olhos dela.

Depois de alguns segundos de silêncio, Horikita falou com uma voz cansada.

“Por que ele foi arrastado para esse incidente? Será difícil chegar à solução de todo o problema sem resolver esta questão fundamental. Não aceito ajudar até que esta questão seja respondida. Como não posso ajudá-lo, por que você não pergunta ao cara do seu lado? Embora finja não entender, ele provavelmente sabe o que estou pensando.”

09

Por favor, pare de falar com a impressão de que estou entendendo.

Kushida me olhou com uma expressão confusa, como se ela estivesse perguntando, “Você sabe?”

Horikita, não diga nada desnecessário… ela retomou a caminhada, implicando que nos restava resolver o problema. Kushida, tendo entendido algo das palavras de Horikita, não conseguiu detê-la.

“Sudou-kun também é… o culpado? É isso mesmo?”

Kushida olhou para mim, pedindo conselhos.

Depois que Horikita revelou que eu estava fingindo, mesmo que eu tentasse fingir ignorância, o futuro ainda parecia preocupante. Além disso, se Kushida me fizesse uma pergunta com uma expressão fofa, eu até mesmo daria as informações da minha conta bancária.

“Eu entendi o que Horikita disse. Pelo menos, Sudou é parcialmente culpado aqui. Ele é o tipo de pessoa que facilmente se ressente dos outros, então ele tem um comportamento violento e tende a dizer coisas imprudentes para quem o provoca. Fiquei surpreso e impressionado quando ouvi dizer que Sudou estava sendo considerado como um regular. Ele parece bom no basquete, mas sua arrogância e seu orgulho acabariam por fazer com que algumas pessoas, especialmente aquelas que praticam muito, o odiassem. Além disso, tem havido rumores de que Sudou tem brigado desde antes do ensino médio. Não conheço ninguém que conhecesse Sudou anteriormente, mas, visto que o rumor circula por algum tempo, deve haver alguma verdade nisso.”

A impressão que as outras pessoas tinham de Sudou não era boa.

“Isso iria acontecer mais cedo ou mais tarde. É por isso que Horikita disse que Sudou também era o culpado.”

“Em outras palavras, suas ações habituais causaram essa situação, não é?”

“Sim. Enquanto ele continuar provocando aqueles que o rodeiam com seu comportamento, esse tipo de problema será inevitável. E se não há provas, sua imagem, particularmente sua impressão aos olhos dos outros, seria usada contra ele. Por exemplo, digamos que há dois suspeitos por um caso de assassinato. Um deles tem um assassinato anterior em sua ficha, enquanto o outro leva uma vida correta e diligente. Em quem você acreditaria?”

Se as pessoas fossem forçadas a responder isso, a maioria teria dado a mesma resposta.

“Isso é óbvio; a pessoa que leva uma vida correta.”

“Com ou sem provas, deve ser tomada uma decisão; mesmo que não seja a verdade. Isso é o que está acontecendo agora. Enquanto Sudou não reconhecer seus erros, Horikita não cederá.”

No entanto, parecia um pouco diferente da expressão “você colhe o que planta”.

“Eu vejo, então é isso que ela quis dizer…”

Kushida, finalmente entendendo o que Horikita quis dizer, deu um pequeno aceno de cabeça.

“Então, Horikita-san não está ajudando para ensinar a Sudou-kun uma lição?”

“Algo parecido. Ao puni-lo, ela quer que Sudou tenha um pouco de autoconsciência.”

Kushida parecia entender, mas não podia concordar com isso.

Em vez disso, parecia que ela estava brava; ela apertou seus punhos em raiva…

“Não entendo por que ela abandonaria Sudou-kun apenas para puni-lo. Se ela não está satisfeita com alguma coisa, ela deve dizer-lhe diretamente. É para isso que serve um amigo.”

Em primeiro lugar, eu não acho que Horikita considere Sudou como um amigo… deixando isso de lado, ela não era o tipo de pessoa que ensinaria isso direito. Ela não tinha senso de responsabilidade pelos outros.

“Você deve fazer o que você acredita estar certo. Em primeiro lugar, querer ajudar Sudou não está errado.”

“Sim.”

Kushida assentiu sem hesitação. Ela é do tipo que ajuda os outros, na maioria das vezes, são seus amigos. Para ser sincero, é uma coisa muito difícil de fazer; algo que apenas pessoas como Kushida poderiam fazer.

“No entanto, provavelmente é melhor ter mais cuidado ao contar diretamente a Sudou. Não vai adiantar contar isso e ele não refletir sobre o ocorrido, ele deve tomar consciência disso sozinho.”

“… certo. Seguirei o conselho de Ayanokouji-kun.”

Mudando sua linha de pensamento, Kushida esticou suas costas.

“Por agora, vamos procurar uma testemunha.”

Depois de voltar para a sala de aula, me juntei aos outros.

“Vocês não conseguiram convencer Horikita?”

“Desculpe, nós tentamos.”

“Não é culpa de Kushida. Deve ficar tudo bem com as pessoas que temos agora.”

“Espero que possamos trabalhar juntos, Ike-kun, Yamauchi-kun.”

Kushida ficou ali, seus olhos brilhando, pedindo por ajuda. Os dois olharam para ela com um amor louco em seus olhos.

“Pra onde estamos indo?”

Procurar aleatoriamente por uma testemunha não seria eficiente.

Provavelmente seria melhor elaborar um plano antes de fazer qualquer movimento.

“Se todos estão bem com isso, que tal perguntarmos para a classe B primeiro?”

“Por que a classe B?”

“Porque ela é a classe que mais se beneficiaria se uma testemunha for encontrada.”

“Desculpe Ayanokouji-kun, mas eu não entendi direito.”

“Entre as classes D e C, qual classe é um obstáculo para a classe B? Simplificando, qual classe é uma ameaça maior para eles?”

“Claro! É a classe C. Então devemos perguntar a classe C por último. Mas por que não a classe A?”

“Em primeiro lugar, há pouquíssimas evidências. A classe A não precisa fornecer ajuda em uma situação que não os afete, pois esta disputa é entre as classes C e D.”

Claro, ainda não tínhamos certeza se a classe B poderia ser confiável. Se fossem espertos, eles poderiam ter um plano para derrotar não só a classe C, mas também a classe D. Mesmo que seu plano não seja tão detalhado, eles teriam algum tipo de plano.

“Tudo bem, vamos para a classe B!”

“Espere.”

Segurei por reflexo a parte de trás do colar de Kushida quando ela começou a andar.

“Nya~!”

Assustada, Kushida soltou um miado.

“Moe~!”

Yamauchi tinha um coração em cada olho devido ao lindo grito de Kushida. Essa ação provavelmente foi de propósito…

Embora eu tivesse pensado isso, meu coração morreu pela sobrecarga de fofura.

“As habilidades de comunicação de Kushida são vitais aqui. No entanto, não é tão simples como entrar casualmente na classe e tentar fazer amigos.”

“Então é assim?”

Se a testemunha fosse um amigo, ou se ajudaria gratuitamente, não haveria problema. No entanto, se fosse uma pessoa mais calculista, ela não concordaria em ajudar sem um preço.

Não saberemos se ajudarão ou não nos ajudarão até falarmos. Mesmo se levarmos isso em consideração… as coisas sairão como esperado?

“Você tem conhecidos na classe B?”

“Sim. Há algumas pessoas com quem converso e me dou bem.”

“Vamos primeiro tentar perguntar a essas pessoas.”

Nós não queríamos que isso se espalhasse rapidamente, que estávamos procurando testemunhas com urgência.

“Uma por uma? Não é melhor perguntar a todos de uma vez?”

Ike parecia não gostar da estratégia indireta.

“Eu também acho que estamos olhando para isso um pouco negativamente demais. Pode ser bom perguntar para a classe B primeiro, mas acho melhor perguntar para muitas pessoas ao mesmo tempo. Talvez não possamos encontrar a testemunha a tempo, se fizermos isso muito devagar.”

“Entendo. Isso pode ser verdade; faça o que você achar melhor, Kushida.”

“Desculpe Ayanokouji-kun.”

Kushida manteve suas mãos juntas na frente de seu rosto como desculpa. Não era sobre isso que ela deveria se desculpar. É natural que nossas opiniões não coincidam, e se houvesse vários pontos de vista diferentes, devemos ir com a opinião da maioria. Eu me retirei e deixei o plano para Kushida e os outros. Inesperadamente, senti o olhar de alguém em mim e olhei para trás.

Apenas cerca de um terço da classe permaneceu na sala de aula.

Nada parecia fora do lugar.

Eu não pude identificar o que está me incomodando.

[Anterior] ᄽὁȍ ̪ őὀᄿ [Próximo]

Anúncios

6 comentários sobre “Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e Volume 2 Capítulo 2 Parte (2/3)

  1. “Além disso, se Kushida me fizesse uma pergunta com uma expressão fofa, eu até mesmo daria as informações da minha conta bancária.”
    By Ayanokouji kun, the slave of vagina.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s