Owari no Seraph: Ichinose Guren, 16-sai no Catastrophe volume 1 capítulo 2

Yo! O próximo capítulo é mais ou menos 4 vezes maior que esse, então vai demorar um pouco pra sair…

Traduzido por Kote. [PDF]


CAPÍTULO 2

A Sala de Aula de Shinya

Uma Sala.

Uma Aula.

Algo comum visto em uma escola normal.

—……..

Ali estava Guren.

No assento ao lado da janela traseira direita da classe 9 do primeiro ano.

Neste momento, ele estava fazendo a primeira lição acadêmica. Uma mulher que parecia ser a professora da aula estava falando sobre a cerimônia de abertura que acontecerá depois disso.

A propósito, Shigure e Sayuri não estavam nessa classe.

Sayuri estava na classe 1.

Shigure na classe 2.

Ambas foram designadas para classes que estavam completamente afastadas da classe 9, o que significava que era tudo o resultado da mediação de alguém.

—Bem, embora não é algo inesperado.

A razão era simples: o lugar onde Guren se encontrava era um cujo objetivo era mostrar ao próximo chefe dos Ichinose, o poder esmagador e excepcional que a Casa Hiiragi tinha.

—Isolar, encurralar e subjugar, eh? Depois de tudo, este era um sistema desonesto que foi usado por 200 anos.

Guren sorriu.

A propósito, há 25 anos, seu pai frequentou esta escola, como Guren faz agora; e tinha sido completamente submetidos a Casa Hiiragi. Deixando de lado se a casa principal gostava dele ou não, independentemente se era o tempo de tomar uma decisão maior, ele sempre assumiu o papel de alguém que era a mascote da Casa Hiiragi.

Por isso, seu pai não tinha uma boa reputação dentro do “Mikado no Tsuki”. Mas Guren não pensava nisso como algo ruim. Ele não se importava. Não era algo que arrebataria o respeito por seu pai.

Seu pai estava apenas fazendo o que suas possibilidades permitiam. Sempre e quando conseguisse evitar um conflito para a sua organização, tudo estava bem.

E mesmo nesse dia em si.

—………

Guren lembrou.

A lembrança daquele momento em que era apenas uma criança.

A memória do dia em que ele se reuniu pela última vez com Mahiru.

A memória de quando tinha sido atingido pelo povo da Casa Hiiragi e levado de volta para casa.

Seu pai o olhou se desculpando, e disse:

—Eu lhe peço para perdoar o seu impotente pai…

Com um rosto cheio de lágrimas, o pai abraçou o filho, que estava cheio de feridas, e imediatamente virou-se para pedir desculpas aos Hiiragi.

Embora seu filho foi o que acabou sendo espancado, ainda assim, ele se desculpou.

—…..

Guren acordou de seu sonho e levantou a vista.

Olhou em volta.

Havia 40 pessoas. Garotos e garotas em cada metade da classe.

De acordo com o registro escolar, parecia que esta classe tinha um notável número de filhos dos altos mandos de “Mikado no Oni”. A Casa Jyuujō. A Casa Goshi. A Casa Sanguu.

Mesmo dentro do mundo da feitiçaria, estas casas estavam entre as mais famosas.

A propósito, a Casa Ichinose costumava ser a família de apoio do maior nível dos Hiiragi. Mas agora, eles estavam no nível mais baixo.

Alguns estudantes lançaram breves olhares a esse de nível inferior. Deles só se podia sentir nojo e animosidade de saber que alguém como ele era seu colega de classe.

Além disso, a professora disse:

—Bem, agora que todos se tornaram membros da Secundária Shibuya, espero que todos aqui possam ter uma vida escolar frutífera com o orgulho e confiança apropriada de um estudante da maior escola de feitiçaria do Japão.

Depois disso, a professora voltou seu olhar alegre para Guren.

—Bem, ainda temos um rato que conseguiu entrar, não permitam que isso os preocupe. Como a elite, cuja maioria é mais talentosa e tem os melhores resultados, os alunos dessa classe terão que começar a tarefa de mostrar a dignidade desta escola a este rato, é o que eu sinto -o rato a que se referiu era Guren.

Os estudantes riram. Embora nem todos o fizeram, aqueles que pareciam estar desfrutando por sua conta.

Logo, mesmo o rato -por enquanto- sorriu estupidamente.

Então, mediu a força da professora. Ele descobriu que, embora a professora era quem zombavam dele, ela o superava em termos de poder.

Não importa se o ridicularizavam. Ele tinha vindo aqui sabendo que isso iria acontecer.

Mas, não podia se dar ao luxo de perder em poder. Não podia se dar ao luxo de perder quando chegasse a habilidade de feitiço de invocação.

Ao contrário de seu pai, a ele lhe foi confiado uma missão.

Uma vez que, ao contrário de seu pai, que se dirigia a organização de forma amistosa e pacífica, ele tinha uma ambição diferente em seu coração.

—………

Enquanto sorria estupidamente, Guren olhou em volta.

A garota da Casa Jyuujō.

Ao garoto da Casa Goshi.

A garota da Casa Sanguu.

A propósito, por meio do registro, ele já sabia que havia apenas uma pessoa especial atribuída a essa classe.

Se chamava…

Shinya Hiiragi.

Uma pessoa que tinha o sobrenome Hiiragi.

Para aqueles que deviam lealdade ao “Mikado no Oni”, o sobrenome Hiiragi continha um status de distinção especial – tanto assim que os Hiiragi também poderiam ser chamados de representantes de Deus.

Para aqueles de “Mikado no Tsuki”, os Ichinose eram o mesmo. Tal como eram Guren, Sayuri e Shigure.

Mas agora, esse assento estava vazio.

Afastado do assento de Guren – o assento ocupado pelo ilustre Hiiragi que foi designado ao lugar mais distante do assento do rato nojento. Em outras palavras, estava o primeiro motim da classe, perto da entrada.

Nesse momento, a professora falou:

—Todos já deveriam ter compreendido, mas esta é a classe onde Shinya-sama estará. A honra de estar com…

E assim por diante.

Ou seja, eles estariam na mesma classe que uma pessoa tão maravilhosa.

Os estudantes da classe ouviam a professora com olhares sonhadores. Em comparação com a aparência de antes, as quais eram destinadas ao rato, esta era uma atitude completamente diferente. Guren sorriu novamente antes da mudança de atitude tão estúpida e fácil de entender. Seguido disso, olhou pela janela. As árvores de sakura na borda da estrada que estavam fora da entrada do instituto podiam ser vistas dali.

Enquanto as olhava…

—Estou preocupado com Shigure e Sayuri -murmurou baixinho.

Nesse momento, ele podia ouvir o som da porta da classe deslizando e abrindo. Instantaneamente, foi evidente que a classe ficou em silêncio novamente e podia sentir que tudo ficou tenso.

Então…

—Céus, por que está tão tranquilo?

Aquela voz soou desde a saída traseira da classe.

Era a voz de um homem.

A professora falou nervosamente.

—Oh, céus, é Shinya-sama, bem-vindo à minha classe… Shinya-sama, aqui está o seu assento…

Mas Shinya instantaneamente cortou e disse:

—Eh, eu não quero um assento assim tão na frente.

—Eh, isso…

—E-eu gostaria desse assento. Então, eu posso mudar?

—Qu, quero dizer… mas esse…

Guren podia ouvir uma conversa constante que parecia indicar a chegada de um rei.

Parecia que o que levava o sangue Hiiragi finalmente apareceu.

Guren levantou a vista, e voltou a olhar para a classe.

Mas acabou ficando um pouco surpreso com o que viu.

O motivo era porque o garoto era o mesmo que esta manhã lançou um talismã para Guren na entrada da escola.

Cabelos brancos. Um uniforme com gola alta. Apesar de carregar um sorriso no rosto, ele tinha um brilho acentuado em seus olhos. Ele tinha um sorriso que estava cheio de autoconfiança.

Parecia que a pessoa era nada mais e nada menos do que Shinya Hiiragi.

Nem sequer precisava pedir a Shigure que investigasse a sua identidade, eh? – pensou Guren. Em cima disso, esse tal Shinya se aproximou. Com um sorriso no rosto, ele disse para a garota sentada ao lado de Guren.

—Oye? Eu gostaria de me sentar aqui. Você pode trocar comigo?

A garota ficou atordoada por um momento, então disse enquanto se levantava com nervosismo:

—Ah, s-sim! É claro, por favor, é todo seu!

05

Vendo isso, a professora disse:

—M-mas, se sentar ao lado desse rato…

Shinya a interrompeu com os olhos entrecerrados.

—Ei, professora. É realmente bom que uma professora chame seu estudante de rato?

—Ah, isso…

—Estamos na mesma classe. Temos que nos dar bem.

—Bem…

A menina que estava sentada ao lado de Guren se afastou.

—Obrigado.

Shinya sorriu e tomou o assento ao lado de Guren.

Então…

—Ah, todos, desculpe interromper. Por favor, sigam com a lição.

Depois de Shinya dizer isso, a professora voltou para o seu lugar tão nervosa que era algo impróprio para uma professora, e continuou com a sua aula.

Ela falou sobre o protocolo para a cerimônia de abertura da escola.

Sobre quanto tempo seria a duração escolar nesta instituição de feiticeira e que aulas teriam.

Shinya escutou por um momento, ainda sorrindo.

Guren voltou a olhar para a janela.

Nisso…

—Oye.

Shinya o chamou.

—……

Erhm, Ichinose Guren-kun, certo? Posso te chamar de “Guren”?

Guren virou e olhou para Shinya que ainda sorria.

Guren olhou o rosto de Shinya, e disse:

—Por acaso está falando comigo?

Shinya respondeu, sorrindo:

—E essa linguagem tão educada?

—Me ensinaram desde cedo que eu não deveria desafiar a Casa Hiiragi.

—Eh, sério?

—Sim.

—Entendo. Isso é… chato.

—Sinto muito.

Guren baixou a cabeça. Como Shinya parou de falar, Guren voltou a olhar para fora da janela, mas imediatamente, Shinya começou novamente:

—Mas então, esta manhã você recebeu meu ataque de propósito, certo?

—……

—Céus, eu me pergunto por que fez isso. Foi para esconder o seu verdadeiro poder?

—……..

—Isso não é um ato claro de desafio? Sua ambição é óbvia demais, sabe?

Maldição. Parece que ele realmente viu através disso.

Guren olhou para Shinya e disse:

—Sobre isso… sinto muito.

—Oh, admite de bom grado, eh?

—No entanto, não estava admitindo a parte da ambição. É só que em casa me ensinaram que não devo desafiar ninguém, e não chamar a ira das pessoas da Casa Hiiragi, e como resultado, é verdade que recebi o ataque, mas não era para buscar problema. Não é como se quisesse esconder o meu verdadeiro poder.

—Fuu. Entendo.

—Sim.

—Entendo~

Shinya encarou Guren. Olhando-o, sorriu. E por alguma razão, ele se aproximou. Ele se aproximou muito, e sussurrou em seu ouvido, sua voz era ligeiramente mais baixa:

—Oye, Guren. Pare de dizer suas mentiras chatas.

—…….

Guren estreitou os olhos ao ouvir isso. Rapidamente olhou para Shinya:

—Eu não estou ment…

Mas Shinya o cortou no ato, e disse:

—Bem, não importa~. Mas é só que estive esperando todo esse tempo para que pudéssemos nos tornar companheiros, sabe?

—…………

—Já que que você e eu odiamos a Casa Hiiragi, eu estava pensando que poderíamos nos unir e fazer muitas coisas interessantes, em segredo.

—……….

—A propósito, o sangue Hiiragi não flui em mim. Eu sou um filho adotivo. Desde muito pequeno fui criado de uma forma que me permitisse encaixar na Casa Hiiragi. É por isso que eu odeio esta Casa. Ou seja, somos camaradas -disse.

Guren tinha ouvido algo assim antes. A fim de reforçar o poder de feitiçaria nos descendentes de sua linhagem, a Casa Hiiragi procurava crianças capazes, os ensinava e os criava, em seguida, durante o processo de análise e seleção, adotavam como seus filhos, a todos aqueles que sobreviveram.

Então todos eles se casariam com alguém de sua linhagem, e dariam à luz a outras crianças.

Tais rumores se espalharam por um longo tempo.

Mas Guren não sabia se Shinya realmente era o filho adotivo da Casa Hiiragi. Mais importante ainda, mesmo se o que ele disse é verdade, não havia nenhuma razão para que Guren revelasse seus verdadeiros pensamentos.

Portanto, Guren estava prestes a responder com “você está interpretando mal”. Ele estava prestes a dizer: “não sou a pessoa que você pensa que eu sou.”

No entanto, antes que pudesse fazer… Shinya disse:

—A propósito, minha parceira é Mahiru. Mahiru Hiiragi. Mesmo desde que nasci, fui criado para se tornar seu parceiro.

Instantaneamente, Guren não podia dizer que tinha reagido.

Shinya olhou para ele. Ao receber o olhar fixo de Guren, Shinya sorriu.

—Oh, céus, a sua verdadeira natureza saiu com bastante facilidade.

—Ao que você pode estar se referindo?

—Bem, bem, não se preocupe com isso. Eu nunca pensei que poderíamos nos tornar amigos hoje, e dessa forma.

—……..

—A propósito, você sabia que Mahiru também veio para esta escola? É realmente excelente e por isso foi selecionada para fazer o discurso como representante do primeiro ano, ou assim parece. Não é incrível? Sua ex-namorada é…

Ao escutar essas palavras, Guren respondeu enquanto mantinha uma expressão sem se mostrar afetado.

—Mahiru-sama e eu não tivemos esse tipo de relação…

—Mas agora ela é minha prometida.

—……..

Num piscar de olhos, as palavras de Guren pararam, e dirigiu um olhar ligeiramente forçado para Shinya.

Shinya não passou isso por alto, e sorriu. E então ele disse de forma provocativa.

—Por quê? Irritado?

—Na verdade, não.

—Há, haha, esse rosto. Suas ambições estão completamente escritas em seu rosto. Então, por que não nos damos bem? Eu sei que eu disse isso, mas Mahiru e eu não somos realmente tão próximos, então não se preocupe. Embora eu tenha o nome Hiiragi, eu sou apenas um adotado. Eu sou apenas um bastardo asqueroso, uma aberração. Na casa principal, o tratamento que eu tenho é o mesmo que você tem aqui e agora. Claro, isso me incomoda, por isso eu penso em acabar com tudo -foi o que ele disse.

Ele disse algo que o teria feito ser executado imediatamente se tivesse escapado.

Era uma armadilha, ou é que este companheiro realmente tinha a ideia de se rebelar contra a Casa Hiiragi? Guren não sabia.

Embora não tinha ideia, não parecia que Shinya era um cara que se envolveria nisso, por essa razão Guren alterou a sua tática. Levantou a vista, afastou os olhos de Shinya, e disse:

—Tsk, você é realmente um companheiro muito falador, eh? Meu objetivo é muito diferente do seu, eu não sei o que você quer alcançar, mas não me envolva.

Imediatamente o rosto de Shinya brilhou.

—Oh, parou de falar com educação.

—Cale-se.

—Então, nós somos amigos? Vamos ser amigos?

—Eu disse para se calar.

—Hahaha. Bem, que seja. De qualquer forma, eu sou o único companheiro que você pode ter aqui. Então você não tem escolha a não ser de dar bem comigo.

Como antes, Shinya sorriu com prazer.

Guren olhou para Shinya. Seu humor se tornou amargo por ter atraído a atenção de um companheiro tão problemático no primeiro dia de escola. Nesse momento, a professora disse:

—Bem, é a hora para a cerimônia de boas-vindas a escola. Todos, vamos indo?

Com isso, os estudantes se levantaram. Shinya se levantou e disse:

—Bem, vamos? Vamos ouvir o discurso da nossa deusa.

A deusa a quem ele se referia, era provavelmente Mahiru.

No entanto, Guren estava a dez anos sem ver Mahiru, desde o dia em que os adultos os separaram. Então, quando ouviu que seu nome foi mencionado desta vez, ele não sabia que tipo de emoções deveria sentir. Mas agora, ele iria para o lugar onde Mahiru estava.

Mahiru vai dar um discurso como representante do primeiro ano.

No entanto, ele nunca pensou que veria sob estas circunstâncias.

Por sua parte, Shinya levantou a mão e disse:

—Vamos, vamos, Guren.

Ele disse seu nome de forma familiar e sem qualquer honorífico.

Guren olhou essa mão, franziu a testa, e se afastou.

—Não se aproxime de mim.

—Haha.

E assim, Guren e o resto da classe se mobilizaram para o auditório.

[Anterior]  ᄽὁȍ ̪ őὀᄿ [Próximo]

Anúncios

2 comentários sobre “Owari no Seraph: Ichinose Guren, 16-sai no Catastrophe volume 1 capítulo 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s