10 Nen Goshi no Hikki volume 1 capítulo 5

Traduzido por Kote.


 

Volume 1 Capítulo 5: Yuuji, conseguindo segurança alimentar

[Amanhã vou fazer a sério].

Que frase maravilhosa. Qualquer problema que te ataca hoje, será resolvido por estas palavras.

Desde que tinha confirmado a linha de vida estavam trabalhando, Yuuji começou a fugir da realidade. Para fotografar o estranho pássaro que parece um Wyvern.

Atualmente, apenas se concentra nesse assunto. Ele abordou isso seriamente- talvez se podia dizer que em certo sentido, tinha feito sérios esforços.

“A casa se pode ver, também se pode ver a floresta. O documento como ID também está preparado. Este é o ângulo definitivo da câmera. Vou tirar uma foto do estranho pássaro estranho junto a mim e Kotarou! Foi bom ter encontrado uma câmera com um obturador sem fio. Ancião, o que estavam tentando fazer com isso?… Ah, Kotarou! não toque no tripé! O melhor ângulo irá se desalinhar”.

Às 7 da manhã, acordou e tomou café da manhã. Durante toda a manhã, olhou para fora para ver se o pássaro estranho aparecia, enquanto ele foi buscar as ferramentas de limpeza. Depois de comer um almoço rápido, foi para o jardim.

Enquanto brincava com Kotarou como o substituto para dar um passeio, ele ficou esperando o pássaro estranho. Após o por do sol, ele tomou um banho. Em seguida, ele verificou a rede(internet), ele olhou para as mensagens postadas no quadro de avisos. Assim, é como Yuuji e Kotarou passam seus dias felizes.

Mas depois de uma semana, a fria verdade da realidade tinha mostrado suas presas para Yuuji.

Se tratava da comida.

“A geladeira está quase vazia?… Mesmo que as coisas ainda estejam no freezer, o arroz, o trigo, tigelas de ramen e rações de emergência… Mesmo se eu economizo o uso, mas depois de um ano eu vou morrer de fome. Devo fazer os preparativos hoje, então amanhã eu posso ir explorar?”

No amanhecer do dia seguinte, finalmente Yuuji e Kotarou pararam atrás da porta para sair de casa. Nas costas de Yuuji tinha uma grande mochila. Dentro estava seu almoço e chá, um pequeno saco com ferramentas para a colheita, impermeáveis, rações de emergência, pá e picareta para escalar a montanha.

Yuuji pessoalmente usava botas de caminhada, um colete, um chapéu e em sua mão um bastão de Trekking [1]. Em sua cintura tinha um machado. Um aspecto completamente de montanhismo. O que não era surpreendente, uma vez que 2 anos antes de ser um Hikkikomori ele era um membro de um clube de Wandervogel [2]

[1] Se trata de fazer trilhas/caminhada em paisagens naturais

[2]: É como os japoneses chamam o Trekking ou caminhada. É uma palavra alemã.

“Vamos Kotarou. Nosso objetivo é garantir a comida! Nosso objetivo são as bagas, frutas e ervas silvestres. Embora seja arriscado, se encontramos alguns fungos também recolheremos. Que se inicie a saída!”

Yuuji chamou o bravo Kotarou. No entanto, seus pés não se moveram.

“Já sei”.

Como se ela quisesse dizer isso, Kotarou saiu caminhando.

“Você não quer ir?”

Ela virou a cabeça e olhou para Yuuji. Não era apenas um sábio, era um cão valente. Que cavalheiresco. No entanto, é uma garota.

Sob a liderança de Kotarou, Yuuji avançou a exploração andando em linha reta da porta com a direção geralmente sul. Ele escolheu esta direção para reduzir as chances de encontrar o pássaro estranho que veio do leste e voou para o norte.

Além de que as frutas não são mais prováveis no sul? [3] Assim, a sua maneira de pensar que só pode existir por causa de sua cabeça fraca.

[3] Já que no Japão, o Equador está no sul. Nos trópicos há inúmeros frutos comestíveis que são importados para o Japão.

O canto dos pássaros, os raios suaves do sol através das árvores. Arbustos sendo derrubados com seu bastão de trekking ou com o machado, assim é como Yuuji continua a exploração.

Animais perigosos como o javali, ursos, serpentes ou criaturas misteriosas, como o pássaro estranho não estavam à vista.

A viagem ocorre normalmente, mas a situação da colheita foi decepcionante.

Como esperado, afinal se fosse uma pequena cidade e pertencesse a um Clube de Trekking de Montanha, Yuuji não tinha experiência na coleta de ervas silvestres ou fungos.

Ainda assim, uma pequena fruta parecida com uma cereja ou nogueira como uma bolota, madeira de oliveira marrom, fungos parecidos com um ouvido e– Embora era obviamente perigoso, mas talvez poderia ser processado de alguma forma, uma fungo de cor vermelho brilhante foram colocados dentro da mochila.

“Não há nenhum lugar onde há água, vamos acabar aqui por hoje e almoçaremos em casa. O que você me diz, Kotarou?”

“Eu entendo”.

Como se dissesse isso, Kotarou respondeu com um latido.

Liderado por Kotarou, Yuuji a seguiu por trás.

A propósito, este homem, embora tivesse uma bússola, não realizou um mapeamento. Ele simplesmente tinha tudo confiado a Kotarou.

Mesmo a coleta de plantas comestíveis, mais uma vez, ele havia confiado a Kotarou.

Faça o seu melhor, Kotarou.

[Anterior] [Início] [Próximo]

Anúncios

5 comentários sobre “10 Nen Goshi no Hikki volume 1 capítulo 5

  1. “Para fotografar o estranho pássaro Wyvernish.” A palavra “ish” é usada como substituição para “kind of/sort of”, no qual se traduz como “tipo de/meio que/igual/como”, na frase que demarquei inicialmente, o mais correto seria algo como “Para fotografar o estranho pássaro que parece um Wyvern.” Mais há outras formas possíveis para reformular essa frase.
    Obrigado pelo capítulo

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s