Magi Craft Meister Volume 1 Capítulo 6

Traduzido por Kote. [PDF]


 

Volume 1 Capítulo 6 – A colheita de trigo

“Bem, então, vamos estar de volta em dois meses”

“Cuidem-se”

“Você definitivamente voltará novamente, certo Eric?”

“Sim, e definitivamente eu trarei outro presente para você”

Dois dias depois, Roland e Eric estavam saindo da aldeia Kaina. Eric e Bárbara estavam abatidos por terem que se separar.

Jin começou a pensar de braços cruzados vendo como o carro se afastava na distância.

(Leva 2 dias para chegar a próximo aldeia, mais 2 dias para chegar a uma cidade, e mais 3 dias para chegar à capital do Reino Cline. A velocidade do vagão parece ser cerca de 4 a 6 k/h . Assumindo que percorre cerca de 8 horas por dia, a capital é de cerca de 200 ou 300 quilômetros, que é uma distância considerável. Mas se eu for para a capital, serei capaz de obter um mapa deste continente. desta forma eu poderia descobrir a localização do laboratório)

Enquanto pensava sobre isso, algo agarrou seu punho. E viu Hanna.

“O que passa Hanna?”

Recentemente parou de usar honoríficos.

“Jin-oniichan… você vai deixar a aldeia?”

As lágrimas começaram a cair de seus olhos. Meninas com certeza tem um olho afiado, Jin estranhamente admirava enquanto respondia.

“Hmm, eu me pergunto. Pelo menos, eu não vou sair até o final do ano”

Ouvindo isso, Hanna.

“Eu… eu me tornarei a esposa de Onii-chan, então não me deixe!”

Dito isto, Jin.

“Ah… obrigado. Bem, uma vez que Hanna se torne uma adulta, se você ainda pensar assim, então eu vou aceitar”

Ele respondeu. Na verdade, esta não foi a primeira vez que Jin tinha dito essas palavras.

A primeira vez foi quando Jin estava em seu terceiro ano do secundário. Essas palavras foram ditas de repente quando ele estava cuidando de uma menina que tinha acabado de chegar no orfanato.

Na época, ela tinha 6 anos.

No entanto, quando ela tinha 9 anos, ela disse a um outro menino do orfanato que ela seria sua esposa.

A segunda vez foi quando Jin estava em seu primeiro ano do preparatório que fazia a meio período. Uma garota de 4 anos se confessou. Mas ele trabalhava em seu emprego de meio período durante o dia e estudava à noite, e antes de Jin perceber a menina estava perseguindo uma outra criança.

Com essas experiências, confissões que aconteceram duas vezes, afinal, eram apenas palavras temporárias. Jin não podia confiar nas palavras de meninas pequenas.

Agora, de volta à história principal… Enquanto se lembrava sobre o orfanato onde foi acolhido e criado, Jin decidiu devolver o favor para Martha e as pessoas por terem o acolhido e hospedado ficando na vila por um ano.

Estava se aproximando do verão, os campos de trigo da aldeia estavam maduros. Colher os campos de trigo da aldeia, era um trabalho conjunto que passava todos os dias. Jin também ajudou, mas logo teve dor nas costas e teve que sair.

“Droga, eu não tenho nada de força física…”

Isso aconteceu porque a maior parte do corpo de Jin, foi suplementado com poder mágico, então não importa quanto treinamento faça, ele não ganharia qualquer músculo. Pelo contrário, se fortalecia seu poder mágico, ele teria uma quantidade impensável de força, mas ainda tinha um longo tempo antes de que Jin percebesse isso.

“Deve haver algo que eu possa ajudar…”

O carro de mão que Jin fez era útil transportando o trigo colhido, mas Jin pensava que ele ainda tinha que ajudar mais.

“Agora que eu penso sobre isso, às vezes que uso o trigo no orfanato… em seguida, usei um moinho?”

Tentando desenterrar suas memórias.

“É isso! Uma peneira!”

A farinha que se come nesta cidade é a farinha de trigo, mas nem todos era farinha de trigo, era um trigo completamente moído. Não era a moderna farinha comum de uma cor branca pura, mas um pó marrom.

“Vou começar a fazer a peneira então”

Jin se desculpou com Martha e foi para a casa para fazer a peneira rapidamente. Ele fez o marco, então a rede e as combinou para completar. Havia dois tipos de redes, uma detalhada e uma pequena, mas de maior espessura.

“Com isso eu terminei! Mas uma peneira a mão vai ser cansativo para usar”

Portanto, amarrou a peneira a uma altura, de modo que a armação não precisa das duas mãos para usá-lo.

“Parece ótimo”

A peneirada se agita à mão e se acumula no balde embaixo. Tudo o que permaneceria seria o farelo de trigo.

“Bem, está completa!”

Justo a tempo, Marta e Hanna voltaram com trigo e vieram a peneira.

“O que é isso? Você fez outra coisa peculiar”

“Onii-chan, o que é isso?”

Como esperava, elas se surpreenderam. Então Jin explicou.

“Fuun, isso pode ajudar com a farinha?”

“Está certo. Com isto farinha terá uma melhor qualidade, a qual Roland-san avaliará altamente”

“Vai ser deliciosa?”

“Eu vejo. Uma porção para comer, e um para vender. De qualquer forma, vale a pena tentar”

Então, sem demora, a colheita de trigo no ano passado foi moída, resultando em farinha e colocada na peneira. (Porque se a colheita do trigo acabasse, não se podia moer).

“Funfun, assim é como ele é feito, você coloca, e, em seguida, agita”

“Isso parece divertido! Eu quero tentar isso também!”

Vendo isso, passou a Hanna para que ela peneirasse, Martha mói o trigo e Jin fica responsável por dividir a farinha peneirada.

“Wau, tem bastante!”

A farinha havia se tornado uma farinha muito branca. Com a quantidade de agora, Jin estava satisfeito.

“Resultou muito bem. Está bem, então eu vou usar esta farinha para fazer o pão hoje”

É noite.

“Está delicioso, Oba-chan!”

Hanna ficou encantada.

“É realmente delicioso…”

“Afinal, o pão branco, é certamente delicioso”

Jin não era exigente sobre o que gosta e o que não e ele estava satisfeito com comer comida ruim, mas até agora o pão tinha um gosto completamente diferente do que estava comendo atualmente.

“Eu tenho que dizer a todos”

No dia seguinte, os aldeões estavam felizes em saber quão deliciosa era a farinha peneirada, e mais uma vez, foi decidido que Jin faria uma peneira para cada casa.

“Seria ótimo poder fazer esta refeição a especialidade da aldeia Kaina”

Após as peneiras serem entregues, o chefe da aldeia fez essa proposta e ele concordou com o chefe da vila.

“Isso seria bom. Com isso, seria capaz de obter algum dinheiro estrangeiro”, Jin estava satisfeito.

Roland voltou em fevereiro e ver a farinha foi uma surpresa.

“Esta farinha branca, mesmo na capital há muito pouco! Aristocratas que comem farinha branca, é porque seus servos fazem casca de trigo no exterior e usam um moinho. Tal coisa um plebeu não poderia fazê-lo sem motivo. E tão perto, tem um monte dela!”

Embora não seja um branco puro, a cor era muito perto de branco, bem como, o preço era razoável. O comerciante não perderia esta oportunidade.

E, embora eles não têm o dinheiro pronto para a ocasião, ele prometeu que iria comprar a um preço elevado em sua próxima visita.

“No entanto, cada vez Jin-san certamente me surpreende”

Roland murmurou enquanto comia pão branco.

“Eu também gostaria de ver o local de nascimento de Jin-san. Quando você for para a capital e precisar de uma mão amiga, por todos os meios teremos o prazer de ajudá-lo”

“esse momento, por favor, me ajude”

Embora a sua casa estava no Japão, portanto nunca voltaria para casa. Por enquanto, ele decidiu aceitar educadamente.

[Anterior] [Início] [Próximo]

Anúncios

5 comentários sobre “Magi Craft Meister Volume 1 Capítulo 6

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s