Ocasos. capítulo 6 – parte 2

Bem, esse aqui vai ser o último capítulo que vou traduzir dele, talvez futuramente eu volte, TALVEZ. Levei a tradução até onde aguentei, mas já não consigo mais…
Kote, vai começar outra novel pra substituir? Não, só vou começar outra novel depois que terminar The Lazy.
Outra coisa, próximo capítulo de SAO Progressive vai demorar um pouco mais, ele é maior que os anteriores, e não só o próximo, o depois dele também, mas vou tentar trazer pelo menos um capítulo por semana… Enfim, é só(?) isso mesmo…
Traduzido por Kote. (Curta também no facebook)


 

No dia seguinte, eu já podia controlar perfeitamente o horrível pensamento, Peter ainda seguia em sua letargia e desceu com Melissa a sala. Carol apareceu em cena com uma arma na mão, limpando-a com um tecido. Sorriu para nós e subiu as escadas sem dizer nada, para entrar em um dos quartos.

“Corre, vai com ela, vai te ensinar como funcionam uns aparelhos muito legais” Melissa disse.

“Você está certa?” Carol me dava um pouco de medo às vezes, e era simpática às vezes.

“Sim, eu tenho certeza, venha, suba” insistiu.

Eu lentamente subi as escadas até a porta agora fechada e chamei antes de abrir e meter a cabeça timidamente.

“Melissa me disse que…”

“Entre” me interrompeu “Puxe uma cadeira e venha aqui.”

Entrei e fechei a minha maneira, eu peguei uma cadeira e me sentei com ela. Era uma sala cheia de telas e teclados, como de filmes. Carol estava na frente de uma das telas digitando. Eu não entendia o sistema operacional, parecia que se ele ia a toda pressa enquanto eu não aprendia nada.

“Aqui nós sabemos o que acontece em cada momento” me disse “Novos nascimentos, novas para a linha de defesa, quantos morrem, quantos matamos… Eu posso ver como está a sua família” abriu uma janela com câmeras mostrando minha casa “Tenho acesso às câmeras de vigilância na área e eu posso ver o sinal que nossos vigilantes nos mandam” eu podia ver como eles comiam “Eles sabem que você está bem… um dia você vai vê-los novamente, não se preocupe” me olhou com um sorriso “Não são seus pais verdadeiros, você provavelmente foi trocada no nascimento por seu próprio filho, alguém que estava ciente de que você era um alfa e queria te manter longe da verdade… eu não sei” suspirou.

Eu não disse nada, simplesmente observei a minha família em silêncio enquanto Carol abria mais janelas em outros monitores e ainda fazendo coisas… um bom tempo depois, então nós mantivemos o silêncio, minha família tinha acabado de comer e agora estavam na sala assistindo televisão . Eu observei Carol, sua mão tremia e parecia um pouco nervosa.

“Tem algo acontecendo?” perguntei.

Ela bateu na mesa e levou a outra mão ao peito, me levantei para me aproximar dela, não sabia o que estava errado e eu estava começando a me assustar, era como uma convulsão ou algo parecido.

“Chame David, mas ninguém mais tem que saber disso, entendido?” disse enquanto ela agarrava minha camisa violentamente.

Assenti e sai correndo, onde estaria David? Carol tinha me dita para não contar a mais ninguém, ou seja, Melissa e Peter não deviam saber disso, mas como não iam ficar sabendo? Desci correndo até a sala.

[Anterior] [Início] [Próximo]

Anúncios

Um comentário sobre “Ocasos. capítulo 6 – parte 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s