Ocasos. capítulo 5 – parte 1

Traduzido e revisado por Kote. (Curta também no facebook)


 

V

Carol estava como cinquenta metros de mim, era um lugar imenso afastado de tudo, Peter estava atrás de mim e tinha as mãos em meus ombros.

“Ainda não nos conhecemos muito” sussurrou “Uma das habilidades que temos é que podemos sentir o outro sente sempre  que demos permissão”

“É sério?” perguntei impressionada.

“Sim, e eu posso influir em suas emoções, para isso não faz falta que me dê permissão” riu perversamente  ”Te prometo que nunca o farei com más intenções, mas é melhor que estas primeiras vezes te guie um pouco, você não pode controlar seu poder se não consegue controlar suas emoções e isso lhe custará bastante, com muita pratica, agora vamos nos apressar e devemos saber qual é seu nível exato, ai poderá praticar mais adiante” sua mão passou por meu estomago e pegou, a outra mão me levou até a frente “Agora preste atenção…”

De repente uma sensação de felicidade me envolveu, uma felicidade que quase me fazia querer chorar do que sentia… chorar de emoção, mas então senti pânico, quis correr mas Peter me agarrava fortemente… instantes depois sentia uma sensação de paz incrível. Fechei os olhos e deixei Peter se encarregar de mim…

“Tudo bem?” sussurrou.

“Sim…” suspirei enquanto acariciava a mão que me rodeava o estomago “Não deixe de fazer isso…”

“Wow, é impressionante” abri os olhos e encontrei Melissa muito próxima de mim “David demorou uma semana inteira para conseguir controlar as emoções e com Carol nem sequer chegou a conseguir…”

“O melhor é que eu não resista” fechei os olhos de novo.

“Não, não é isso, acredite” riu.

“Estou pronta!” gritou Carol de longe.

“Eu sinto” sussurrou Peter a vez que deixava se sentir essa agradável sensação. Pegou meu pulso, voltou a olhar a pulseira “Isto não serve para medir seu potencial, mas serve para diminui-lo” disse começando a tocar cosias que seguia sem entender “Agora mesmo, o colocarei em 10%, é dizer, que quando age, você pensará estar ao máximo mas na realidade estará dando só 10% do que pode chegar a dar, Carol também o tem a 10%”

“Ok” assenti “Mas uma pergunta importante… eu nunca usei esses poderes que você disse, nem sequer estou certa de que os possuo… como se supõe que eu vou fazer agora?”

“Peter lhe ensinará, fique tranquila” sorriu “Venha, David e eu mediremos” correu pro centro e sacou outro aparato.

“Tenho que lhe contar uma coisa, Nora” disse então Peter me girando “Se nossos poderes não tinham sido utilizados de forma natural desde que somos jovens e estivemos dormindo, precisam de um estimulo para despertar e posso fazer por vários caminhos, o do medo, o da fúria e alguns mais, não quero te fazer passar um mal tempo mas te aviso, não vai ser uma boa lembrança, começarei desde o mais suave e se não surge efeito passarei ao seguinte como durante um tempo vai desejar não ter nos conhecido, provavelmente antes de ativar seu poder, ative sua defesa e isso não me deixará entrar em sua cabeça pelo que preciso que me deixe entrar sem permissão, isto não quero fazer mas é necessário… ficarei de costas para Carol, quando consiga se libertar, seu primeiro objetivo vai ser eu, mas o vinculo que nos une, sua reação imediata vai me proteger, então você enviará seu ataque mais além de mim, em linha reta, para Carol, que então lançará o seu, Mel e David que estão no meio compararão o seu com o de Carol e assim saberemos que nível e rendimento você tem… te prometo que tudo vai sair bem” sorriu pra mim. “Preparada?”


Anterior / Início / Próximo

Anúncios

Um comentário sobre “Ocasos. capítulo 5 – parte 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s