Ocasos. capítulo 4 – parte 2

Essa aqui é a Melissa, sua irmã(Carol) seria um pouco parecida, só que com cabelo curto, e olhos azuis…

Traduzido e revisado por Kote


 

Quando se afastou completamente, senti uma picada no pulso e Peter voltou a por sua mão na minha frente a vez que pegava meu pulso e a dor desapareceu de novo.

“Ai está” sorriu pra mim enquanto se afastava.

Levei minha mão mais próxima do rosto porque não podia acreditar no que via… tinha um buraco, mas não era uma ferida, era um buraco coberto por algo preto, como plástico só que mais resistente, meti o dedo instintivamente… era estranho, como sendo perfurada ai seguia viva? Peter e a garota me observavam com atenção enquanto riam dissimuladamente.

_____

Os quatro me observavam em silencio enquanto comia e estava me deixando um pouco nervosa… a garota de cabelo longo e olhos de mel se chamava Melissa, sua irmã, que era a de cabelo curto e com olhos azuis, Carol, eram gêmeas igual que os outros dois, Peter e David, que se distinguiam somente porque o segundo tinha o cabelo maior que primeiro a simples vista.

“Olha, eu estou entediada” disse Carol “Vamos começar a contar já ou irei dormir” se inclinou para frente, justo em frente, enquanto que a minha direita tinha Peter e a minha esquerda Melissa e David, que não soltavam as mãos, supus que seriam namorados ou alguma coisa assim “Você vê, Nora, o filho da grande puta que te queira se chama Wes e é o pior que pode passar neste mundo”

“Melhor eu contar” interrompeu Melissa “Minha irmã se exalta falando de Wes” sorriu pra mim “Você acredita em vampiros?” neguei com a cabeça um tanto confusa “Faz bem, porque não existem, mas nós sim que existimos, como pode ver, e você também existe(NT: avá? -.-)” assenti, era obvio “Não quero que isto pareça uma história fantasiosa nem nada pelo estilo… simplesmente somos gente especial” Peter riu no ‘especial’ “Que temos problemas com outra gente especial” sentia que me estava tratando como estúpida… logo pensei que era a melhor forma de que entendesse a situação.

“Porque?” perguntei “Os dos problemas com os outros”

“Porque querem derrubar nosso sistema para impor uma puta ditadura” Disse Carol “São uns adeptos fanáticos religiosos que adoram a seu deus, que não mais que um imbecil com um nível A plus alfa de alto rendimento”

“Pense que dentro da sociedade que você conhece, existe outra composta por pessoas como nós. Nossa sociedade vive de acordo a um tratado de que se firmou a muitos ciclos, consiste a grandes rasgos em que temos que encontrar aos nossos e explicar-lhes que tem que passar despercebidos, nada mais” disse Melissa “Em nosso próprio benefício, somos perigosos para a sociedade, se souberem que existimos, geraria pânico e certamente acabariam fazendo experimento conosco…” pude notar como apertava a mão de David “Tem um grupo que se recusou a aceitar o tratado e que matem a existência de um ser superior ao que pertence a soberania do mundo pelo fato de ser o que é, argumento um tanto… em fim” suspirou “É um grupo cada vez mais numeroso, um grupo dos que firmaram o tratado agora temos a obrigação de captura-los e elimina-los, esses são os que queriam te sequestrar”


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s