Hachinan tte, Sore wa Nai Deshou! capítulo 3

Traduzido e revisado por Kote.


 

Capítulo 3 – Uma pobre casa nobre na fronteira sul

“(……)”

Depois de absorver a memória de Wendelin no sonho anterior, eu acordei junto aos meus novos irmãos para tomar café da manhã na sala de jantar da “Mansão”.

Embora eu diga mansão, era a mansão de um nobre de classe baixa.

Como há um número limitado de quartos são divididos de acordo pela utilidade.

Há uma oficina; um armazém para alimentos, dinheiro, bens e armadura; e assim por diante … Na minha opinião, é no melhor dos casos parecido a casa de um fazendeiro rico.

Aqueles que têm o seu próprio espaço (quarto) pessoal são o atual chefe da família, Artur (45 anos) e sua esposa legal, Johanna (44) família. Os outros incluem Kurt (25, filho mais velho) e Hermann (23, o segundo filho).

Os quatro irmãos (e filhos) restantes da esposa legal tinham sido empurrados (presos) em um quarto.

Além de mim, estão Paul (19, o terceiro filho), Helmut (17, o quarto filho) e Erich (16, o quinto filho).

Esta é a cena deprimente de uma casa lotada, embora seja uma boa escolha para um velho romance.

Também deve-se mencionar a amante. Leila (31). Vive na casa de seus pais, a vila do chefe da aldeia.

Vivendo com ela estão seus filhos, Walter (14, sexto filho), Karl (13, o sétimo filho), Agnes (11, filha mais velha) e Karina (10, a segunda filha).

Embora seu nome pertencesse ao de nobres alemães, o fato é o mesmo em qualquer mundo *.

(Acho que não ficou muito bom essa parte: Although their name belonged to proper German nobles’, the fact is the same in either world.)

Da informação no sonho de ontem, parece que não há quartos suficientes para todos os que residem na mansão.

Como não era necessário que os filhos da amante (concubina) recebam educação nobre, não havia necessidade que ficassem na mansão, nem interagir com eles.

Embora, o anterior Wendelin se encontrou com eles várias vezes em sua memória.

Os outros morando ali incluem o herdeiro do chefe da aldeia e sua esposa, que passa a ser uma pessoa influente no território, mas a política não têm importância para mim, porque eu não vou herdar.

De volta à mansão, existem outras pessoas que mantêm a casa. Abel (71) é o mordomo que esteve servindo a família desde o chefe anterior. Há quatro donzelas também, mas todas  elas são senhoras(avós) da aldeia já que existe a possibilidade de que Artur, com nenhum plano ou valores familiares, as engravidaria.

Também tem criados que comandam a milícia em tempos de guerra, mas são, em essência, os agricultores comuns (camponeses), artesãos, caçadores ou ferreiros da vila. Uma vez que não vivem na mansão, todos eles viajam ida e volta para trabalhar em suas casas de família na aldeia.

Nas aldeias pobres da fronteira, como esta, não há nenhuma diferença entre um guerreiro e camponês (agricultor).

Em caso de uma emergência, seus nobres governantes podem mobiliza-los a vontade.

Ainda assim, não houve incidência de conflitos em um pequeno território como este nos últimos 200 anos.

Para começar, o território Baumeister do atual chefe da família atual, Artur von Benno Baumeister, se encontra no extremo sul do Reino Helmut  no continente Lingaia.

O único inimigo potencial do Reino Helmut seria o Sacro Império de Urquhart(O sagrado império de Urquhart) localizado ao norte do continente. No entanto, as duas nações estão divididas por um enorme deserto.

O Sacro Império de Urquhart tinha progredido ao contribuir com dinheiro e trabalho no desenvolvimento desta área, mas falta obter um aproximamento  seguro para o Reino Helmut localizado no sul.

Ou seja, ambas as partes são incapazes de pagar uma guerra por causa dos custos logísticos.

No entanto, cerca de 200 anos atrás, as duas nações convocaram em várias ocasiões  exércitos como medida de precaução.

Posteriormente, procederam um tratado assinado de cessar-fogo, como o exército só  desperdiçava comida e recursos. Assim, uma fronteira pacífica foi criada.

Além disso, uma vez que o comércio entre os dois países abriram, e excluindo alguns linhas-duras*, pode-se dizer que as chamas da guerra se extinguiram.

(hard-liners)

Portanto, eu me sinto confortável, já que não tenho que experimentar a guerra.

Eu posso dizer que tive sorte nesse sentido.

“Querido, o que há de errado?” (Johanna)

Eu viro o meu olhar para a comida diante de mim. Pão (Brown bread) servido com uma pequena porção de carne e legumes. Uma tigela de sopa temperada apenas com sal.

É uma comida muito inssosa(sem graça), mas parece que comer carne na parte da manhã é uma prova de nobreza.

Os nobles comem três refeições por dia, enquanto os camponeses(agricultores) comem apenas dois.

Já que ambos os menus incluíam pão e sopa, as distinções sociais não parecem tão diferentes.

O pão era duro e inssoso, se só fosse seguido com um pouco de pão branco, geléia, manteiga, queijo e chá ou algo pelo estilo. O pobre conjunto de sopa seria bonito com isso.

Ouvi dizer que existem grandes diferenças no menu de zonas rurais, urbanas e outras.

É verdade? Eu não saberia a menos que você vá para as outras áreas.

Se isso for verdade, então eu tenho algumas notícias decepcionantes: nosso território Baumeister parece ser muito pobre.

“A questão do estabelecimento de uma filial da Guilda(Grêmio) de Aventureiros foi rejeitada.” (Artur)

“Poderiam haver estado ocupado com o trabalho.” (Johanna)

“Limpar mais rotas de transporte ou algo semelhante estaria bem também.” (Artur)

O meu novo pai, Artur, tem um amargo olhar em seu rosto em frente ao restante do prato de sopa.

Confirmou-se antes de que a magia existe neste novo mundo, assim é a fama da Guilda de  Aventureiros.

Magia e criaturas como monstros existem também,  e portanto, deve haver aventureiros que caçam para ganhar a vida.

“Desde que os monstros em nosso território são muito fortes …” (Artur)

“Pai, você não pode simplesmente chamar o exército para caça-los?” (Kurt)

“Kurt, isso não é possível. Não podemos repetir o mesmo erro que o falecido Breithilde Margrave-dono.” (Artur)

O herdeiro e filho mais velho, Kurt nii-san sugeriu convocar um exército, mas foi rejeitada imediatamente por Artur.

“Posso dizer uma coisa … Pai?” (Wendelin)

“O que passa, Wendelin? E sem mais sopa para você” (Artur).

A partir dos sonhos de ontem, eu, como o oitavo filho, tenho 6 anos, se contarmos a partir do novo ano. Era mesmo sete anos mais jovem que o sétimo filho.

Portanto, o meu lugar é no final da mesa de jantar, na borda mesmo.

Eu estava apenas fazendo uma pergunta, mas foi mal interpretada como querendo uma segunda porção. Você pode considerá-lo mais uma prova de que esta casa é pobre.

“Não, eu não estou pedindo mais sopa. Eu quero perguntar sobre o Breithilde Margrave-sama que tentou caçar os monstros.” (Wendelin)

“Sobre isso huh, nós solicitamos ajuda com a subjugação dos monstros em nosso território Baumeister alguns anos atrás …” (Artur)

A julgar pelos termos do pedido, eles pareciam estar confiantes na missão, mas depois de provocar os monstros em seu próprio território inutilmente, exército de Margrave de 2000 recebeu um duro golpe.

Só depois de tomar posse, o novo chefe Breithilde Margraviato, seu primeiro trabalho foi para reconstruir o exército destruído.

“O novo Breithilde Margrave-dono disse que, como um nobre, ele não tem direitos sobre o território atualmente ocupado por monstros. Dizendo de outra maneira, isso significa que não voltará a se envolver com os monstros do nosso território Baumeister nunca mais.” (Artur)

E assim, eu tenho que passar minha vida em um lugar terrivelmente sinistro até crescer.

A sopa que eu coloquei na minha boca parecia inssipida quando eu pensei assim.

Não era tão saborosa para começar, já que está temperado com pequenas quantidades de sal.

Anúncios

11 comentários sobre “Hachinan tte, Sore wa Nai Deshou! capítulo 3

      1. Porque Rudeus fez um Harém com “H” maiúsculo, diferente dos outros protagonistas, se é pra ser riajuu, tem que ser fazer direito…

        Curtir

      2. verdade, tem uns protagonistas que apesar de ter um harém nem mesmo toca nas garotas, e isso meio que irrita, agente ta aqui querendo apenas uma, e ele com um monte e ainda não faz porra nenhuma

        Curtir

      3. Eu assisto/leio quando tem harém mas pela comédia(exceto ao nível de To Love Ru que o protagonista é bosta ao extremo…), ai quando fui ler mushoku tive essa boa surpresa com um personagem decente…

        Curtir

      4. eu curto to love ru pq ele é tipo gintama, embora a maior parte seja comedia no sense, uma vez ou outra a historia se desenrola em algo sério.
        embora eu não goste de harém ñ é como se eu não visse alguma historia só pq tem harém, embora eu não queria admitir mas por algum motivo muitas das melhores historias possuem harém, portanto eu ñ tenho escolha além de ler.
        agora Yuri e Yaoi eu não leio, por algum motivo eu não gosto mesmo.

        Curtir

      5. Quando eu não curto o MC como o de To Love Ru eu não chego nem perto do anime, quanto a yaoi nunca li, yuri to lendo o primeiro agora, o que o Hirune ta traduzindo

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s